Logística e Transporte
VOLTAR

Inscrições

Encerradas
Data a definir
Solicite mais informações para a próxima turma:

Público Alvo

Transportadores autônomos e técnicos de nível médio ou superior, responsáveis pela área de logística e transportes.

Objetivo

Oferecer aos participantes uma visão de contexto das metodologias aplicadas à logística e ao transporte, de forma a levar o transportador autônomo, a empresa de transportes ou empresas que têm a atividade de transportes como meio, a operar de forma mais lucrativa e competitiva.

Programa

1. LOCALIZAÇÃO DE EMPRESAS – localização de uma empresa de transportes em relação aos clientes e às fontes fornecedoras.

2. ESCOLHA DO VEÍCULO PARA TRANSPORTE – sempre existe uma alternativa para cada necessidade. A alternativa possível e viável só poderá ser encontrada através de análise econômica. 

3. TIPOS DE CARROÇARIAS E EQUIPAMENTOS – veículos de diferentes marcas que podem ser equipados com carroçarias, para o transporte de cargas mais usuais, bem como, os equipamentos para carga e descarga de embalagens paletizadas comumente usados.

4. PESO ESPECÍFICO DE MATERIAIS TRANSPORTADOS – o peso específico e sua importância no cálculo do peso cubado e do aproveitamento do caminhão.

5. ESCOLHA DE EQUIPAMENTOS E FORMAS DE TRANSPORTE – a escolha dos equipamentos para o transporte e para a armazenagem, em função das características físicas dos produtos transportados.

6. DISTRIBUIÇÃO E ACOMODAÇÃO DE CARGA – orientações para a correta distribuição de carga nos veículos, para que possam ser utilizados com segurança e economia.

7. LEGISLAÇÃO DE TRANSITO – mostrar o que estabelece o regulamento do Código Nacional de Transito, sobre dimensões máximas e pesos brutos máximos admissíveis por eixo e por veículo.

8. DISTRIBUIÇÃO: PRODUTOS VERSUS PONTOS DE DESTINO – indicar soluções para os problemas: 1) necessidade da escolha de um veículo para transporte, quando as disponibilidades (veículos) e as necessidades (cargas) são unitárias, ou seja, uma carga para cada veículo e 2) determinar, de forma otimizada, as quantidades de produtos a serem enviadas pelas fontes de produção (fornecedores, fábricas, empresas de transporte de cargas etc) aos pontos de destino (terminais, lojas, armazéns, consumidores, clientes etc).

9. DISTRIBUIÇÃO E COLETA DE MERCADORIAS – tipos de percursos estabelecidos pelos caminhoneiros e empresas de transporte, para distribuição e coleta de mercadorias e critérios para escolha de cada tipo de percurso.

10. DEFINIÇÃO DE ROTAS – escolher a melhor rota a ser percorrida entre os locais de guarda do veículo e os locais de destino, com o uso de algoritmos e programas de computador.

11. CUSTO OPERACIONAL DA FROTA – cálculo do custo padrão (custo apurado com base em dados estimados) da frota de veículos de empresas de qualquer porte.